EXIBIÇÃO DA TV DE ÚLTIMA GERAÇÃO

Exibição da televisão 3.0

Por que revitalizar um sistema que funciona bem?

Uma questão recorrente entre os profissionais responsáveis pela tomada de decisões em centrais técnicas de televisão é a A REAL necessidade de priorizar a atualização de equipamentos que parecem não apresentar problemas técnicos recorrentes ou não facilmente contornáveis.

As 4 dúvidas na tomada de decisão

1- Com um orçamento limitado, por que investir em um sistema que parece estar funcionando bem?

2- Por que é preciso atualizar sistema de exibição?

3- Qual o impacto gerado na adaptação da equipe na renovação do exibidor de vídeo?

4- Atualizar o sistema de exibição compensa o investimento?

Revitalizar é preciso

Um sistema de exibição é um complexo integrado por um conjunto de componentes:

  • Hardware,
  • software,
  • sistema operacional,
  • drivers de dispositivos,
  • interação com dispositivos,
  • sistemas externos e softwares de OPEC.
  • Equipe de operação do sistema.

Ciclo da vida da exibição de TV

1- O sistema operacional sofre atualizações constantes visando otimizar os processos, aumentando a segurança e performance.

2- Estas atualizações, frequentemente obrigam os fabricantes de hardware a atualizar drivers para adequados às atualizações do sistema operacional.

3- A Este conjunto de atualizações, se somam às mudanças na dinâmica de operacional que produz novas necessidades e, por isso, o sistema de exibição também precisa sofrer atualizações.

Por que otimizar o sistema de exibição?

Percebendo os benefícios obtidos com a otimização da exibição, é possível afirmar que na verdade seu sistema pode estar obsoleto e funcionando em condições precárias.

Por esta razão, atualizar o sistema de exibição é promover a expansão da receita do canal

A atualização do sistema compensa o investimento?

A revitalização obtida com um sistema de última geração aumenta  estabilidade, performance e qualidade de exibição promovendo o aumento de lucratividade da emissora.
Portanto SIM! , renovar o sistema de exibição com as versões homologadas atualizadas compensam o investimento.

Curva de aprendizado suave para a equipe de operação.

As atualizações de release são percebidas principalmente com o aumento de performance e qualidade, não apresentando dificuldades operacionais em relação à release legada.

Já as atualizações de versões ou sistemas normalmente implementam novos recursos que precisam ser apresentados à equipe de operação do controle mestre.

As versões atualizadas implementam sugestões feitas por operadores do sistema visando facilitar à operação. 

É recomendável planejar um treinamento On-Line ou presencial com toda a equipe operacional e técnica e, após avaliação do instrutor, liberar a utilização dos novos recursos.

HÁ ESPAÇO PARA AUMENTAR O FATURAMENTO

Em média a receita das emissoras afiliadas são obtidas  apenas com 25% da exibição de seus breaks.Exibidores de última geração produzem o aumento da receita e reduzem perdas com erros de inserção

25% - CALHAUS

30% da programação dos breaks é ocupada por calhaus.

38% - COM REDE

38%  dos breaks é ocupada por comercias nacionais

12% - CHAMADAS

12% dos breaks é ocupado por chamadas

O BOM É AMIGO DO RUIM E INIMIGO DO ÓTIMO.

O maior desafio do gestor da área técnica é estabelecer prioridades direcionando recursos financeiros disponíveis para o que for mais importante certo?

Na verdade não bem assim que funciona na realidade das emissoras de televisão.

Ocorre que as necessidades são dinâmicas e facilmente tem seu grau de prioridade alterado ao longo do curso do processo.
Com isso pendências importantes não alcançam o topo da lista de prioridades.

Perceber que a otimização do sistema de exibição possibilita o aumento de receita é o primeiro passo para interromper este ciclo.

O sistema está funcionando bem, porque atualizar?
Este é um erro de percepção frequente nas equipes técnicas que, por estarem focadas na questão técnica, não avaliam propriamente a emissora de televisão como um negócio que precisa reduzir prejuízos e aumentar a receita e consequentemente ser mais lucrativo. 

 

TV, QUAL É O TEU NEGÓCIO?
Canais de televisão, de uma forma geral, são vendedores de mídia publicitária.
Basicamente exibem uma programação capaz de atrair telespectadores tornando-se uma mídia interessante para a venda do seu principal produto, a veiculação dos comerciais.

Qual o valor do produto vendido pela televisão?
O valor é um somatório de três variáveis:
Expectativa de audiência quantitativa + audiência qualitativa + QUALIDADE DA EXIBIÇÃO.

A área técnica pouco pode colaborar com os dois primeiros componentes, mas pode ser decisiva em aumentar o terceiro e igualmente importante: A QUALIDADE DA EXIBIÇÃO.

O que entendemos por QUALIDADE DA EXIBIÇÃO?
Este tema é tão importante que as maiores redes de televisão do planeta criaram programas visando promover a QUALIDADE DO BREAK COMERCIAL.

Afinal o que é a QUALIDADE DO BREAK COMERCIAL?
Basicamente é a soma do conjunto de algumas características técnicas e operacionais:
– Qualidade técnica do material exibido.
– Precisão nos pontos de corte dos comerciais.
– Nivelamento de áudio entre os comerciais.
– Otimização do tempo de break, eliminado “FADE” para espera do retorno da rede.
– Eliminação de erros pela não inserção de materiais programados ou pela inserção de materiais não programados.

ENTÃO PORQUE OTIMIZAR O SISTEMA DE EXIBIÇÃO?

Percebendo os benefícios obtidos com a otimização da exibição, é possível afirmar que na verdade seu sistema está defasado e, portanto, funcionando em condições precárias.
Por esta razão, atualizar o sistema de exibição é promover a expansão da receita do canal.  

Conclusão

Chegou o momento de iniciar a transformação do sistema de exibição para atender às necessidades exigidas em tempos da TV 3.0

Nesta hora a é recomendável procurar uma parceria competente. 
A Videomart Broadcast produz a melhor linha de sistemas de exibição para televisão, o TVPLAY, disponível em 4 modelos. Um deles foi feito para você.